terça-feira, 2 de junho de 2009

Mulher do peito de grama



Meu peito é meu
medidor de sentimentos
esta ferida imensa ferida
custa a cicatrizar

Mas hoje está
hoje está
nascendo grama em meu peito

Fecho os olhos na cama
me cobre um negro céu de estrelas
ah!
mulher do peito de grama

Janaína Amado
[Este blog está me deixando inteiramente incauta, insensata, desmiolada: além de andar cometendo poemas, ainda os posto aqui!]
* Imagem: Marc Chagall, detalhe de vitral, Museu Chagall, Nice, França

19 comentários:

Chorik disse...

Ora, ora, ora! tem quantos ases escondidos na sua manga, Janaína? Continue assim incauta, insensata e desmiolada. Seus leitores agradecem!

Nilson disse...

Oi, Janaína, insensatez nada: beleza de imagem essa da mulher do peito de grama. Que venham outros belos gestos desmiolados como esse! Ah, e grato pelo seu comentário lá no Blag. Fico feliz com o carinho de vocês. Bjs.

Bernardo Guimarães disse...

se os próximos forem como este,manda ver, nós agradecemos, poeta.

aeronauta disse...

Lindo, Janaína!

maria guimarães sampaio disse...

Dá-lhe dona Jana! Lindão.

Ana Tapadas disse...

Janaína Fantástica:
Sou fã desta mulher.
beijinho

Aninha Pontes disse...

Janaína:
Você é ótima, incauta, insensata ou não, nós é que ganhamos com sua insensatez.
Continue. Você pode.
Beijos

Márcia(clarinha) disse...

Mulher que tem peito de grama comete poesia e não é insana...

lindo dia querida
beijos

Edu O. disse...

Que bom que há poesia!!!

du disse...

muito bom, primeira vez que passo aqui e já dou de cara com um poema lindo!

:)

Cosmunicando disse...

cometa poemas, caríssima! cometa e se intrometa nas letras... este por exemplo ficou demais =)

beijos

Renata Belmonte disse...

Adorei o poema!!!!! Nada desse "cometendo", viu? Uma fofura!
Bjs

Luma disse...

Uai, não era essa a intenção? Vamos exorcizar as idéias e palavras!! Bom dia!! Beijus

Bernardo Guimarães disse...

jana:
que memória fabulosa vc tem. vc tem razão: meu primo clóvis (desapareceu em acidente aéreo ano passado,jamais foi encontrado)foi o protagonista do episódio no morro, demitido da vasp por cumprimentar meu pai, dia seguinte.

adelaide amorim disse...

NBem incauta, nem desmioloada - poeta. Vem a dar quase no mesmo, com uma sutil diferença, que é o poema. Lindo, por sinal. Beijo pra você.

Bipede Implume disse...

Maravilhosa insensatez que nos traz uma poesia tão bonita.
Agora que começou e nos deixou este gostinho não pode parar.
Olha, deixei mais umas fotos no email.
Beiinhos.
Isabel

. fina flor . disse...

melhor peito de grama do que de pedra, né?

beijos, querida

MM.

>>> cheguei aqui através da Aninha Pontes

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

peito de grama...grama que se come..mulher sem peito

romério rômulo disse...

janaína:
ser desmiolada é altamente recomendável.salve!
romério