terça-feira, 27 de outubro de 2009

Palavras ao vento


Amigos, estou em Salvador, Bahia, acompanhando meu pai em sua recuperação: dias mais esperançosos, dias menos, novas esperanças... Como ele é escritor e foi jornalista, grande amante da literatura, conversávamos ontem sobre as palavras preferidas de cada um em português. A dele é "bunda". As minhas, entre tantas possíveis: lágrima, buginganga, resplendor. Quais são as suas palavras preferidas?

20 comentários:

Gerana disse...

Que bom saber que estão conversando sobre as palavras. Sinal de melhora. Graças a Deus.

Minha palavra preferida é sonho. Em qualquer língua, ela é bela.

aeronauta disse...

Janaína,
Desejo saúde ao seu pai.
A palavra que mais amo: saudade.

Edu O. disse...

Po Janaína, ninguém vai entender minha escolha e é um tanto vulgar, mas adoro o mossílado que fica no meio da palavra de teu pai. Como palavrão é uma maravilha, sintetiza e clareia tudo de uma vez só, além de ser redonda. Para uns é feia e eu avisei! Já virou até meu apelido e quando é falada carinhosamente, fica linda!

Melhoras para teu pai.

Bernardo Guimarães disse...

seu pai é um sábio, escolheu "a" palavra. gosto de várias:
lâmpada
pérgula
pirilampo
régua
drácula e
drosófila.

cirandeira disse...

Olá Janaína, bom saber que teu pai está se recuperando. Que os BONS VENTOS tragam de volta a saúde dele! Que as BOAS PALAVRAS SE FRUTIFIQUEM. AXÉ !
Beijos

Ana Tapadas disse...

Janaína:
melhoras para teu pai!
Também gosto muito de algumas palavras: cachopa (menina, em «alentejano») é fantástica e genuina.
Beijinho para ti e dias melhores

Amélia disse...

Gosto muoto de cristal/cristalino e meninop/menina- entre outras.
Beijos e boas melhras para seu pai.

Luma Rosa disse...

"Bunda" se repetirmos a palavra sem evocar o significado, dá pra fazer música! Não menosprezando o significado, que também é importante! Sem a bunda, não existe o corpo e melhor que bunda, somente 'abunda', é palavra melhor! Voto na bunda! (rs*)

Eu passei a gostar de Teodora, por causa de Manoel Bandeira:

"Beijo pouco,

falo menos ainda.

Mas invento palavras

Que traduzem a ternura mais funda

E mais cotidiana.

Inventei, por exemplo, o verbo teadorar.

Intransitivo:

Teadoro, Teodora"

Beijus,

Nílson disse...

Melhoras pro teu pai, Janaína. Minha palavra, um tanto pedante, talvez: vão. O substantivo.

Anônimo disse...

JANAÍNA,

A nação caeté torce pelo integral
restabelecimento do James.
Quanto à palavra preferida, inútil
lutar contra o inelutável: VIÇOSA.

SIDNEY WANDERLEY

Maria Muadiê disse...

Jana, querida, entre tantas possíveis escolho:
palavra

beijo,
Martha na torcida por seu pai

xoogle disse...

prostituta

a palavra preferida

I.Moniz Pacheco disse...

Ai que incerteza hoje. Não decidi, são tantas: mar, borboleta, fiapo, bunda.

Soraya disse...

Difícil escolher uma. A de hoje é alvissareira. Saúde pro seu pai e pra André. Adorei os textos da menina e do menino. Beijos.

Chorik disse...

Passei para desejar saúde aos convalescentes. Que se restabeleçam o mais e melhor possível.

Kátia Borges disse...

Oi, Janaína, minha palavra predileta é Aldebarã. Espero que seu pai fique bem. Um beijo

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Néctar da Flor é um blog que sempre soube receber e retornar seus comentários. Nunca deixamos ninguém, por motivo algum, no silêncio de uma visita quando vem à nossa página. Por esse motivo queremos presentear todos os amigos, que assim como nós, sabem acolher qualquer pessoa que chega com gentileza na sua casa virtual. Sem recriminação, sem preconceito, sem frescura.



Simplesmente porque:



Acolhe com o coração!



Beijos jogados no ar, sempre!



-

Marcus Gusmão disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcus Gusmão disse...

A palavra tem força! Escrevo no futuro e vejo que o resultado foi positivo. Como disse Bernardo, sábio pai. Gosto das palavras das cores: azul celeste, por exemplo. Amarelo, verde, rubro...

Gustavo Felicíssimo - Ilhéus disse...

Poesia, eis minha palavra preferida, talvez aquela que mais profira diariamente. Com James, em um almoço na ceasa do rio vermelho aprendi uma palavrinha composta: "baixo-grito".