sábado, 4 de julho de 2009

Viajar é confundir-se
















[Continuando a série sobre viagens]


Sempre li que o mundo, formado por terra e água, era esférico, e as autoridades e experiências de Ptolomeu e tantos outros ... comprovaram isso. Agora vi tanta desconformidade, como já disse, que passei a considerar o mundo de maneira diversa, achando que não é redondo do jeito que dizem, mas do feitio de uma pêra que fosse toda redonda, menos na parte do pedículo, que ali é mais alto, e que esta parte do pedículo seja mais elevada e mais próxima do céu, e se localizar abaixo da linha equinocial, neste mar Oceano, nos confins do Oriente.”

[Trecho de uma carta de Cristóvão Colombo aos reis de Espanha, após a sua terceira viagem à América, ocorrida em 1498-1500.
Viajar também é confundir-se, perder as referências, principalmente quando se depara com o inesperado, como aconteceu com Colombo, e pode acontecer com a gente.]

7 comentários:

Edu O. disse...

Janaína, esta série das viagens veio combinar perfeitamente com meu momento, em que acabo de chegar de duas muito boas. Vivo neste eterno estado de ir e vir. Alguma coisa mudou em mim, pq tenho sentido preguiça de ir e quando vou penso logo no voltar. Vou pensar com mais atenção nessas outras viagens aos mesmos lugares. Acho que preciso é viajar em mim.

Gerana Damulakis disse...

É a grande viagem: "viajar em mim", adorei a frase acima do comentário de Edu O. Faço isso bastante para não me surpreender muito diante das mudanças que vamos tendo; então, "viajo em mim", reparo no novo, absorvo, me acostumo com os acréscimos e com as perdas.

Chorik disse...

Grande sacada a sua. Revelou o lado historiadora e avaliou o impacto do tempo nas impressões humanas. Bjs

Ana Tapadas disse...

Não há como ouvir uma autoridade na matéria! Tu...minha historiadora preferida!
Estas cartas são uma maravilha: nelas encontramos de tudo - orografia, topografia, ...e estes des/encontros do homem consigo mesmo. Que boa a perplexidade!
Beijinho amiga

M. disse...

Sempre me encanto e aprendo com seu blogue.Beijos

maria guimarães sampaio disse...

Viajando em suas viagens, Jana, viajei na viagem de Edu, viajada por Gerana... tenho viajado muito de minha janela, inventando a vida de quem passa lá embaixo. Fotografando o igualmente diferente de todo dia.

Nilson disse...

E eis tudo o que posso acrescentar, depois de texto & comentários: viajei!!!