quinta-feira, 26 de março de 2009

Para Marcus, Nilson e todos - Confissões

Quando eu era pequena, vivia perguntando pros adultos: “Você gosta de mim?” A grande maioria dizia que sim, mas isso não me bastava. Eu insistia: “Mas quanto você gosta de mim?” Perguntava também à professora, aos pais, tios, amigos de família: “Você gosta mais de mim ou de Sicraninha/Fulaninho?”
Eu também achava que, se alguém não vinha ao meu aniversário ou não me levava pra passear conforme prometera, não era porque não pôde, estava doente/ocupado etc (essas coisas nem me passavam pela cabeça), mas por que... não gostava de mim! Quando ouvi pela primeira vez “Ninguém me ama, ninguém me quer”, de Dolores Duran, me identifiquei imediatamente. Aquilo era eu!
[Aqui deveria entrar uma retumbante gravação do You Tube, da Nora Ney cantando a música da Dolores, mas não consegui trazer o vídeo pra cá... Alguém me ensina, pelamordedeus?]

Cresci. Amadureci emocionalmente. Amei, amo, sou amada, muita gente gosta de mim, alguma gente não gosta, muita gente gosta de mim mas não de tudo o que faço/digo/escrevo, eu gosto de muuuuuuita gente, eu não gosto de alguma gente, eu gosto de muita gente mas não gosto de tudo o que esta gente muito amada faz/diz/escreve... e me sinto confortável com tudo isso, acho natural. O aprendizado e a vivência do amor, nas suas faces e travessuras, me trouxeram conhecimento e conforto. Hoje, sei e sinto que sou amada e apreciada, e que amo e admiro muito gente. Mas tem horas... Ih, tem horas em que aquela menininha viva, sapeca, olhar atento, cabelo curto, aquela menina reaparece inteirinha. Ela desmonta todos os meus aprendizados e certezas afetivas. Intromete-se de repente nos meus papos, nos meus escritos, pra perguntar, sem mais nem menos : “Por que ela não gosta de mim? Por que ele não me visita? Por que ela/ele visita mais Sicrana/Sicrano do que eu? Por quê?"
[Acho que os amigos baianos já devem ter percebido: isso tudo tem relação com o comentário que a minha menininha fez no blag do Nilson, a respeito do Marcus Gusmão. Desculpem, Nilson e Licuri! A idéia era só acompanhar a brincadeira geral, mas aí a menininha pulou no meio e.... e.... ]

[Aqui deveria entrar outra gravação do You Tube, da mesmo "Ninguém me Ama", cantada agora por Fernando Lobo]
*A menininha, aos 4 anos

13 comentários:

Nilson disse...

Bela menininha, Janaína. Impossível não gostar. Dou o maiorrapoio ao puxão de orelhas no culpado do Marcus Gusmão!

Marcus Gusmão disse...

Bela menininha, Janaína, faço coro a Nilson. Desde ontem estava com seu comentário na cabeça. Sou igualzinho a você. Quando fiquei adolescente vi a tradução deste meu sentimento na Quadrilha, de Drummond. E vi que a vida era assim. Mas cuidado com o que você deseja. No dia que eu incutir com seu blog, sai de baixo.

Soraya disse...

Cara menininha, se avexe não! Ele é assim mesmo, mesmo. Tem dias que odeio os blogs por que ele não faz mais nada além de postar e ler, ler e postar, e eu queimando de febre, pedindo socorro. Quando ele incutir com você, será a mais amada, a mais lida, a que escreve demais... enfim, até arranjar outro incutimento. E ele é assim! Beijos. Soraya

miro paternostro disse...

louco para te encontrar aqui na Bahia, saindo dos virtuais e chegando nos finalmente de carne e osso!

Georgia disse...

Minha querida para vc adicionar qualquer video do you tube é fácil, alguém me ensinou e vou te passar o que aprendi e dá certinho.

Lá na página do you tube neste caso a página do you tube com a música que vc quer é esse link aqui:

http://www.youtube.com/watch?v=O-bMA9h_1b4

lá do lado direito da tela do seu PC tem duas janelas. A primeira que vem o URL, e uma outra, nao como o que está escrito porque a minha página é em alemao.
Mas é logo a outra janelinha embaixo do URL.

Entao copia com seu maus aquele endereco. Depois vai na página onde vc posta e cola ali o link desse video. Deposi basta clicar em postar e o video entra.

Qdo vc coloca o video e depois escreve o texto, às vezes vc nao o vê mais na página de postagem, é que o link do video fica invisível.
Mas se vc clicar lá em cima em visualizar vc verá que o video está lá.

Espero tê-la ajudado.
Depois me diz.

Bjus e bom fim de semana e qqr dúvida se eu souber te digo.

Edu O. disse...

para a menininha não ficar de mal comigo, quero que saiba que sempre entro aqui e que gosto muito de tudo que leio.

Bipede Implume disse...

Também acho impossível não gostar da menininha.
Beijinhos.
Isabel

Maria Muadiê disse...

Agora pense: e nós menininhos e menininhas que pela segunda vez, somos chamados de "todos", por vc e por Maria?
Estarei eu entre os todos?
;)

Ana Tapadas disse...

Uma maravilha de pessoa!
Se não venho mais vezes é porque corro-corro-sem-parar...
Beijinho

Marcus Gusmão disse...

Prove que gosta da gente. Pegue um barco, um trem, um avião, um ônibus aí e venha ao nosso encontro de amnanhã a oito. No balanço dos trilhos a gente bota a conversa em dia. E aí?

aeronauta disse...

Oi, Janaína, estou viajando, e só li agora, correndo, esse seu lindo texto. Não deu tempo de ler o post do tarô... Assim que voltar, com calma, leio a carta. (Do tarô)
Boa viagem!

Marcus Gusmão disse...

pra quando você voltar. Um video bem explicadinho sobre como postar vídeo no seu blog.
http://mail.google.com/mail/?shva=1#inbox/120680a65c9bb23e

Ana disse...

Jana! Agora, além do deZamores, temos mais algo em comum: quando eu era pequena eu também perguntava "você gosta de mim?" para a família toda, professores, amigas, etc. Havia momentos em que minha mãe ficava nervosa com isso, de tanto que eu perguntava. :))
Já sobre a contenda no blog, vou dar uma olhada, mas acho impossível alguém não gostar da sua menininha!
beijo!