quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Meu gato

[Para crianças pequenas]

Gato gargalhada

Vocês podem não acreditar,
mas eu juro —
meu gato ri

Dá cada gargalhada!

Ri à noite, só pra mim
Rola no chão
embola o rabo
balança a pança
lambe o bigode
me pisca o olho
e

miá á á á á á á á á á
miá á á á á á á á á á
miá á á á á á á á á á

Meu gato ri!

19 comentários:

tita coelho disse...

adorei, achei muito fofo!
Tenho um gatinho aqui em casa, ele é super travesso! :)
beijos

valter ferraz disse...

Janaína, vc me perdoa? Detesto gatos.
Mesmo os que riem.
Beijo, menina

Bernardo Guimarães disse...

jana, valter que me perdoe mas adoro gatos. buda, o daqui de casa, adorou e riu. eu guardei pra contar pra iara mais tarde.

Edu O. disse...

e eu ri aqui com ele e vc! não gosto de gatos, mas se ri... ahhh deve ser um gato daqueles!

aeronauta disse...

Lindo poema!

Chorik disse...

Gato que ri miááá... só tu mesmo menina pra arranjar essa onomatopéia!
Eu nunca tive gatos, só cachorros. Eles também riem bastante. Mas o choro deles é mais poético. Diferenças do mundo animal.
Bjão

anjobaldio disse...

Já tive gatos em casa. Agora prefiro cachorros.

Ana Tapadas disse...

Obrigada!
Já fiz também a ligação ...
Agora posso andar por aqui. Adorei este post, até porque adoro gatos!E gosto muito das variedades linguísticas desta nossa língua.
Beijinho

Janaina Amado disse...

Engraçado, não é, que estamos sempre comparando gatos com cachorros - ou a gente gosta de um ou de outro, ou já teve um, agora tem outro... Abração a todos: vou agora ver meu gato, que está rindo pra mim.

Maria Muadiê disse...

eu acredito!

maria guimarães sampaio disse...

Eu também acredito.
Quando saí da casa do Horto, o comprador assumiu meus 14 gatos de rua. Quando passo por lá sempre há novos pequenos gatos-de-guarda no jardim da casa.
Conviveram com Merlin e Xaréu (os setter).

romério rômulo disse...

janaína:
o gato da alice também ria.
romério

Odele Souza disse...

Janaína,

Obrigada por seu simpático comentário no blog da Luci, no post que ela fez ontem pelo meu aniversário e de Flavia.

E obrigada por "estar sempre de olho" no blog de Flavia.

Sobre este teu post:
Que gato mais fofo! E pelo visto uma alegre companhia, já que sorri.

Desejo à você e aso seus entes queridos, um FELIZ NATAL.

Um carinhoso abraço.

Luli Facciolla disse...

ô... minha gata não ri, não...
Acho que ela é séria demais...
Ou ri quando a gente não vê...
Pode ser!


beijos

joao~Grando disse...

Janaía, indiquei-lhe um meme sobre livros. Eis o link: http://joaogrando.wordpress.com/2008/12/18/the-book-which-was-on-the-table-is-in-your-head-now/

Katia Borges disse...

Janaína, que figura é essa? A foto ficou incrível.

Marcus Gusmão disse...

Vou enviar este post para Chico, o gato de Nilson, Emília e Caio, para ver se aquele bicho filosófico e cético, com olhar que despreza o mundo e que tem até um blog ( http://blogdegato.wordpress.com/ ) aprenda a gargalhar também.

Janaina Amado disse...

Oi, Kátia, eu procuro sempre que posso dar os créditos das fotos, mas, desta vez, bobeei. Fiz a pesquisa da imagem no google, creio que as palavras que pedi foram "gato que ri" ou "chat qui rit".
Amigos, beijos a todos. Claro que não tenho gato algum, muito menos gato que ri. Quem tem é o menino do poema. Me diverti à beça ao ver alguns de vocês se referirem ao Gato Gargalhada como meu mesmo. Passou a ser. Agora mesmo ele tá aqui ao meu lado, morrendo de rir deste post.

Nilson disse...

Muito bom esse poema do gato que ri. Te peço permissão pra postar no Miaulog, o blog de Chico (Marcus colocou o endereço aío em cima). É verdade, ele não ri. Embora converse um bocado com a gente!