segunda-feira, 26 de abril de 2010

Poema contraditório


Poema contraditório

Você acredita em bruxa?
Eu, não. Mas elas existem.

E você, acredita? Eu acredito.
Mas elas não existem.

[Da série "Poemas para crianças", que estou escrevendo.]

17 comentários:

Bernardo Guimarães disse...

maravilhosamente contraditório. iara vai adorar conhecer a poesia por você. melhor iniciação minha neta não poderia ter. aguardamos ansiosos.

aeronauta disse...

"maravilhosamente contraditório", repito. Não só Iara vai adorar esse livro; eu vou adorar!

Ana Tapadas disse...

Maravilha, pois é...assim mesmo, a crença.
bjs

Gerana Damulakis disse...

Especial! Já não vejo a hora de pegar neste livro para ler.

M. disse...

Maravilhoso!

I.Moniz Pacheco disse...

Também vou adorar, também acredito em bruxas. Elas existem?

Lisarda disse...

Acredito nas bruxas, ao ponto de ter um filho com uma delas...

Luli Facciolla disse...

Aaaaahhh... Como eu gostei!!!
E também quero essa poesia para o meu principe Nuno!

Beijos

Chorik disse...

Maravilha! Fisgou todo mundo com o aperitivo. Pra quando é o livro?

Dalva Maria Ferreira disse...

Nota cem. Curto e preciso, curto e lindo.

Cris disse...

Contraditório como a natureza dos humanos, sejam adultos ou só crianças.

Beijo, querida

giramundo disse...

Já está "no forno", não é Janaína?
Já estou sentindo o cheiro...!, e é
muito bom!!!

Beijos

Bipede Implume disse...

Querida Janaína
Vou aguardar pelo livro. Promete.
Histórias de bruxas me transpotam à minha infância, quando avós e tias contavam histórias de arripiar que nós ouvíamos transidinhos de medo e ao mesmo tempo deliciados.
Beijinhos.
Isabel

Dalva disse...

... é nisso que cremos! Ou não...

Bjs.

Lucia Alfaya disse...

Yo no creo en brujas, pero que las hay, las hay!

http://graceolsson.com/blog disse...

contraditório?talvez, nem tanto...bjs e dias felzies

Graça Pires disse...

As contradições da nossa natureza... Mas deu um belo poema.
Um abraço.