sexta-feira, 25 de setembro de 2009

O precário equilíbrio da vida


Amigos, tenho estado longe deste blog de que tanto gosto. É que andei por outras plagas, outros espaços, em viagens e atividades necessárias à minha vida. Há bons frutos dessas andanças, entre eles a notícia de que o livro que organizei da poeta Jacinta Passos, minha mãe, está com lançamento previsto para março de 2010, em edição conjunta Edufba/Corrupio. Acho que o livro ficará lindo, pois conta com uma equipe de alta qualidade profissional, e realmente envolvida com o projeto, o que para mim é essencial.

Mas ontem, em meio às atividades boas, uma notícia vinda de longe me arrancou o coração, me quebrou a espinha, me deixou até agora sem fôlego. O André, filho de uma amiga muito querida, um jovem que eu conheci pequeno brincando com meus filhos, de repente descobriu que está com um câncer linfático em estado avançado. Neste momento, encontra-se internado numa UTI de um hospital em Barcelona, tomando altas doses de quimioterapia, lutando para sobreviver, ao lado da família. Sei que muitos de vocês não o conhecem pessoalmente, mas sei também que a maioria de vocês já experimentou essa sensação de extrema fragilidade diante da vida, esse desamparo absoluto, essa emoção que nos irmana a todos, de impotência, vulnerabilidade e esperança. Dirijam um pensamento bom para André e sua recuperação. Os que souberem rezar, rezem por ele.
*Imagem daqui.

17 comentários:

maria guimarães sampaio disse...

Jana,
daqui ligadíssima para a saída de André da UTI. Uma saída com saúde. Sabemos que tudo é possível. Vida BOA é o meu desejo para ele. O desejo muito forte de uma colega!

Ana Tapadas disse...

Janaíana:
A fragilidade da vida...nunca a suportaremos, especialmente quando jovens meninos queridos a testam. Mas o André há-de viver. A vida há-de ser ser mais forte!
Um abraço

clarice ge disse...

Que bom pelo livro!
Janaína, um sobrinho meu teve Linfoma de Hodgkin fazem alguns anos. Foi operado no Einstein SP e o oncologista foi o Dr. Vitor Simon. Este médico é maravilhoso, creio ser chefe da oncologia do Einstein. Talvez, se for o mesmo câncer e visto ser tão grave o caso, valesse a pena trocar idéias com ele, nem que seja por telefone.
Desejo de coração que ele se recupere.
Carinhos pra ti

aeronauta disse...

Comovida, muito comovida, farei uma oração.

cirandeira disse...

Oi Janaína, parabéns pelo livro! Estarei "de olho" aguardando sua publicação.Imagino que será mesmo uma edição muito bonita. E merecida!
A vida é mesmo cheia de perdas e ganhos, alegrias e tristezas...cheia de paradoxos e contradições. Nosso maior desafio é conseguir dosar tudo isso. Em se tratando de um jovem, podemos contar com muitas possibilidades de recuperação. Tudo é possível. Por que não? Se depender de minha vontade, de meus pensamentos favoráveis, tenho certeza que ele sairá dessa.
Um forte abraço e muita força!

xoogle disse...

Se eu soubesse, eu rezaria. Uma peninha...

Gerana Damulakis disse...

Com muita fé, rezo neste instante a Ave Maria.

Nana disse...

nem sei se é uma oração o que estou fazendo neste momento, mas vai alcançar andré, estou certo.

Bernardo Guimarães disse...

jana:
estou usando o compu da filhota e o coment. acima saiu com o nome dela mas os pensamentos são dela também, meus e de vera.
bernardo

Nílson disse...

Na expectativa pelo livro- e na torcida por André!

maria disse...

Sou Maria, mae de Andre. Meu filhote est'a numa tremenda luta, mas 'e forte e com tanto apoio e carinho que tem recebido, tenho certeza sair'a desta!!!

Em breve ele estar'a aqui, digitando e agradecendo as mensagens de apoio e carinho.

meu afeto a todeos voces.
Obrigada, Jana'ina.

maria

maria disse...

sabem , o Andre, em nossas conversas, j'a no Hospital, me dizia, " mae, eu nao rezo, apenas digo - mata, mata, mata todos estes bichinhos ruins que tenho dentro de mim!"

Assim , amigos, nem 'e preciso saber rezar, basta pensar FORTE!!!

maria, do Andre , mae...

I.Moniz Pacheco disse...

Daqui voam bons pensamentos para ele. Vai dar certo!

Anônimo disse...

Também sou mãe de uma jovem (27 anos, quando começou) que teve Linfoma de Hodgkin. Foi muito difícil para ela e todos nós da família mas eu quero dizer para a Maria a mãe do André, que nós superamos tudo e hoje a Angélica leva uma vida nornal, só com bastante vigilância. Desejo de coração o mesmo para você Maria e para seu filho André, S-A-Ú-D-E. Ele estará em minhas orações todos os dias.
Maria Ângela,de Conélio Procópio PR

Bipede Implume disse...

Um pensamento muito forte para as melhoras de André.
Tenho fé que tudo vai dar certo.
Beijinhos.

Edu O. disse...

Este post completa o meu dia pela possibilidade de vida e de bons pensamentos que podemos enviar a André.

maria disse...

obrigada a todos que tem o meu filhote Andre em suas preces