segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Palavras existem para ocultar

Palavras existem para ocultar, para mentir. Narrativa é an­tes de tu­do dissimulação, arte de ilu­dir, má­gi­ca: como diabos conseguiram serrar ao meio a mu­lher -- juro que vi­mos, com es­ses olhos que a ter­ra há de comer! -- , e ela ressur­ge agora à nos­sa fren­te in­tei­ra, re­lu­zente sob ho­lo­fo­tes, o maiôzinho es­car­la­te sal­pi­ca­do de mi­çan­gas ver­de-es­cu­ro? Hein?
Se o truque é revela­do, aca­ba a graça. Talvez por isso tão cir­cuns­pec­tos os cien­tis­tas e pro­fes­so­res uni­ver­si­tá­rios, de quem se espera a dis­se­ca­ção, catalogação e re­ve­la­ção dos se­gre­dos do mundo, a com­pe­ten­te ex­po­si­ção pública de truques varia­dos: os truques da lin­gua­gem, os da so­cie­da­de, os dos ani­mais....
Se­gre­do re­ve­la­do, mun­do desencantado. Fic­ção é mis­tério, tru­que. Entre os vários significados do verbo latino fin­go, estão "fin­gir" e "in­ven­tar".
Narremos, pois. Inventemos.
Sem ilusões de verdade, acreditando no truque.

9 comentários:

maria guimarães sampaio disse...

Jana, acredito sim, no truque. Também odeio casca-grossa. E o blog está todo porretinha. Beijim Maria "Tou na escuta, câmbio"

JP disse...

Ficção é, sim, truque. Enganar, mas dentro de um contrato tácito em que o enganado curte essa enganação, e é por isso que ele a procura. Ficção é duas coisas: tentativa de se buscar e se perder. E o se perder talvez seja o processo mais delicioso dela (da ficção). Dorei o blog.

nado disse...

Ta otimo o Blog! E isso ai, deixa rolar o que vier na cabeca, solto, sem compromisso que eh mais gostoso. Parabens!
beijos

Paloma disse...

É o que eu penso, por isso mesmo sempre detestei um tal de Mr. M que revelava os truques. Cara mais safado. Porém, ai, porém, vosso tio e meu querido pai, dizia que não escrita não podia haver truque, mas ele se referia, eu acho, a outra coisa. Ele não gostava da solução fácil, tem que quebrar a cabeça, o personagem não é um marionete que você manipula, ele dizia. Gostei do tema. Do blog mais ainda.

Janaína Amado disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Janaína Amado disse...

JP, isso mesmo: o mais legal do truque da ficçao é exatamente este de que vc. fala -- o enganado se entrega totalmente (se o mágico enganador for bom...), sem perguntar como o truque foi feito, nem mesmo se é truque. Este é o pacto da invençao.

Janaína Amado disse...

Nado, é isto mesmo que estou querendo, cabeça solta e coração livre, espaço de liberdade. Quero muito conseguir.

Janaína Amado disse...

Paloma, creio que seu pai se referia à relação entre o escritor e seus personagens, um dos assuntos preferidos dele. Aí, sim, não pode haver truque, no sentido de que o escritor não deve querer comandar seus personagens, e sim deixá-los totalmente à vontade para se expressarem. Em outras palavras: o escritor precisa acreditar totalmente no poder dos personagens que criou!

Luiz disse...

Minha querida Véia, tô comecando a gostar dessa sua mania de fazer truques na escrita. Tentando, tentando, vô gostando e aprendendo, até a fazer meus truquezinhos. Beijos do Véio Gostando.